Celebrantes e sacerdotisa Nadir

Minha foto
Barra Velha, SC, Brazil
Celebrante e Sacerdotisa Nadir. Profissional de Celebrações de Casamentos Ecumênicos, inter-Religiosos, 2ª unão, Ritual Celta e Homoafetivos. Bodas e outros Ritos de Passagem. Coaching, Mentoring e Holomentoring - ISOR, Conselheira Matrimonial e Coaching para Noivos. Teóloga, com ênfase em Bíblia, Visitação a Pessoas Idosas. Especialista em Leitura Dinâmica e Oratória. Profissionalização e Certificação Internacional em Coaching, Mentoring e Holomentoring do Sistema ISOR pelo Instituto Holos de Qualidade. Conselheira Pessoal e Familiar. Fones: (47)3456-3655 ou (47) 99630-0110 / 98423-7552. E mail: nadir@horizoncdh.com.br Site: www.horizoncdh.com.br

Total de visualizações de página

CELEBRAI COM ALEGRIA!

Faça com que seus momentos especiais, tornem-se inesquecíveis e lembre-se: "UM SONHO SONHADO SOZINHO É APENAS UM SONHO. UM SONHO SONHADO EM CONJUNTO, TORNA-SE REALIDADE".

Nós queremos fazer parte de seus sonhos e juntos, proporcionar a você uma Celebração de alta Performance.



quinta-feira, 20 de janeiro de 2011

SINAIS DE CRISE NO MATRIMÔNIO

SINAIS DE CRISE NO MATRIMÔNIO
            Crises no matrimônio são normais. No entanto, é preciso ficar atento ao sinal amarelo para evitar que avance ao sinal vermelho, quando as chances de salvar uma relação desgastada torna-se muito mais difícil.
            Enumero a seguir alguns desses sinais amarelos para que você possa ficar atento (a) e evitar maiores dissabores mais adiante:
1.     Comece a prestar atenção quando um dos cônjuges ou os dois, estão por demais “dedicados” ao seu trabalho e não têm mais tempo um para o outro;
2.     Fique de olho e procure dialogar quando um dos cônjuges, tem muitas viagens ou reuniões que surgem quase que de repente;
3.     A diminuição na frequência da atividade sexual, também é um sinal de alerta, especialmente para casais abaixo dos 50 anos;
4.     Frieza no relacionamento é outro indicador de que algo está errado. Quando os dois não saem mais juntos, de mãos dadas,  para um passeio, ou compras, fique atento(a);
5.     Seu cônjuge não lhe surpreende mais? Você nunca mais ouviu “eu te amo”, obrigado pelo almoço gostoso, vamos sair para fazer um lanche, ou nunca mais você recebeu ou presentou flores…certamente algo está errado;
6.     Nos feriados ou finais de semana, vocês procuram reservar um tempo para namorar? Levam os filhos para ficarem com os avós, padrinhos, amigos ou vizinhos, ou fazem questão de que estejam sempre junto de vocês? No tempo vago cada um procura seu próprio lazer? Cuidado…
7.     Vocês cultivam o hábito de se reunirem com regularidade com casais da mesma idade de vocês, ou preferem ficar enclausurados. Cuidado isso leva a uma rotina muitas vezes insustentável;
8.     Você se lembra de elogiar o seu cônjuge, assim como fazia no tempo do namoro ou noivado? Se não, cuidado…;
9.     Você continua sendo gentil com seu cônjuge, ou o trata com indiferença? Faça um retrospecto e lembre de que no tempo de namoro e noivado foi diferente. Continue cultivando a qualidade da gentileza;
10.A comunicação, o diálogo, continuam fluentes ou vocês só conversam o estritamente necessário? Se for o caso, cuidado…;
Os sinais de crise podem ser mais ou até podem ser outros. A pretensão aqui não é de trazer um “guia de felicidade matrimonial” e sim, elencar alguns sinais possíveis de crise e ajudar-lhe a ficar atento(a) quando esses sinais aparecem.  Recomendo sempre, antes de mais nada um diálogo franco e aberto entre os cônjuges.
Caso o canal de comunicação tenha sido interrompido, a sugestão é a de que procurem um terapeuta de casais, um conselheiro matrimonial ou um coach familiar. São especialistas na area que podem lhe ajudar a reencontrar a verdadeira felicidade no matrimônio.
Waldir Humberto Schubert
Master Personal & Executive Coach e Mentor
Celebrante de Casamentos