Celebrantes e sacerdotisa Nadir

Minha foto
Barra Velha, SC, Brazil
Celebrante e Sacerdotisa Nadir. Profissional de Celebrações de Casamentos Ecumênicos, inter-Religiosos, 2ª unão, Ritual Celta e Homoafetivos. Bodas e outros Ritos de Passagem. Coaching, Mentoring e Holomentoring - ISOR, Conselheira Matrimonial e Coaching para Noivos. Teóloga, com ênfase em Bíblia, Visitação a Pessoas Idosas. Especialista em Leitura Dinâmica e Oratória. Profissionalização e Certificação Internacional em Coaching, Mentoring e Holomentoring do Sistema ISOR pelo Instituto Holos de Qualidade. Conselheira Pessoal e Familiar. Fones: (47)3456-3655 ou (47) 99630-0110 / 98423-7552. E mail: nadir@horizoncdh.com.br Site: www.horizoncdh.com.br

Total de visualizações de página

CELEBRAI COM ALEGRIA!

Faça com que seus momentos especiais, tornem-se inesquecíveis e lembre-se: "UM SONHO SONHADO SOZINHO É APENAS UM SONHO. UM SONHO SONHADO EM CONJUNTO, TORNA-SE REALIDADE".

Nós queremos fazer parte de seus sonhos e juntos, proporcionar a você uma Celebração de alta Performance.



terça-feira, 30 de novembro de 2010

CASAMENTOS ALTERNATIVO, DE SEGUNDA UNIÃO...


PARA CERIMONIALISTAS E NOIVOS: SE VOCÊ PROCURA UM CELEBRANTE DE CASAMENTOS ECUMÊNICOS, INTER-RELIGIOSOS, OU  DE SEGUNDA UNIÃO... 
TRABALHO ALTAMENTE PROFISSIONAL E PERSONALIZADO. REALIZAMOS A CELEBRAÇÃO EM HOTÉIS,PRAIAS, CAMPO,...MAIS INFORMAÇÕES: Entre em
contato - F.: (47) 9630-0444ou 8415-6415. CELEBRAÇÕES TAMBÉM EM ESPANHOL E ALEMÃO. Atendemos todo Brasil. http://transformacaodevidas.blogspot.com/
E-mail: celebrantewaldir@yahoo.com.br  Email particular:   whschubert@yahoo.com.br
 

terça-feira, 23 de novembro de 2010

CASAMENTO DE RENATA & HELITON

CASAMENTO  DE RENATA E HELITON REALIZADO PELO CELEBRANTE  WALDIR HUMBERTO SCHUBERT,  NO TURECK GARTEN HOTEL- CORUPÁ SC. CERIMÔNIA MARCANTE E INESQUECIVEL!!!

domingo, 21 de novembro de 2010

quarta-feira, 17 de novembro de 2010

REFLEXÕES SOBRE O CASAMENTO...

Casar quer dizer adaptar-se ou ajustar-se. Casar é ter os mesmos ideais, as mesmas preocupações, os mesmos sentimentos e as mesmas aspirações.
O casamento representa um alto estágio de evolução do ser, quando se reveste de respeito e consideração pelo cônjuge, firmando-se na fidelidade e nos compromissos da camaradagem, independente do tempo de duração deste casamento.
Os cônjuges, em sua grande parte, não percebem que na associação conjugal, uma alma não se funde a outra; assim, permanecerá cada qual com seus gostos e seus desgostos, caminho afora.
O respeito é o treino da educação. É grande o número de casais  que  discutem, brigam, xingam-se e até se agridem, gerando uma atmosfera psíquica irrespirável que os torna  nervosos e infelizes. O problema é falta de auto-educação, a disciplina das emoções, reconhecendo que sem respeito pelo outro caímos na agressividade.
O perdão é o treino da compreensão. Se procurarmos compreender o outro, sem o vinagre da crítica, identificaremos em seus momentos menos felizes a simples exteriorização de conflitos íntimos em que se debate, e não nos magoaremos.
O amor é paciente,é benigno;o amor não arde em ciúmes,não se ufana,não se ensoberbece.

sábado, 13 de novembro de 2010

CURIOSIDADES SOBRE OS RITUAIS DO CASAMENTO.

Curiosidade dos  rituais que passam de geração a geração e para algumas famílias chegam a ser “obrigatórios” para um casamento de sucesso e feliz.
Para você que não esta interado ou ainda tem dúvidas sobre a finalidade de tais rituais ai vai algumas histórias...
Aliança: O ritual da troca de aliança sela um vinculo de compromisso, seu formato em círculo, segundo egípcios era para definir um amor infinito, sem fim, e é colocado no dedo anular da mão esquerda porque acreditava-se que ali havia uma veia ligada direta ao coração.

Arroz nos Noivos: Para antigos povos hindus e chineses, esse ritual atraia frutificação e prosperidade. Lançar arroz nos noivos era uma forma de desejar fertilidade e vida longa ao casal.

Buquê: O ritual do buquê, é um símbolo da “sorte de estar se casando”. Por isso ao ser lançado as solteiras da festa, acredita-se que pegar o buquê traga a sortuda um casamento em breve.

Lua de Mel: Os Teutônicos, uma antiga tribo da Germânica, tinham o ritual de casar na lua nova e, até que a lua minguasse, deviam tomar uma bebida alcólica feita da fermentação do mel.

Quebra de Copo: Ao final da cerimônia judaica uma taça de vinho coberta por um pano branco é colocada no chão e quebrada com uma pisada. Este ritual simboliza a destruição dos antigos templos judeus, uma forma de Uma forma de relembrar a seriedade do compromisso e afastar mal olhados do casal.

Véu: Segundo antigos romanos, o ritual do véu era utilizado como forma de segrede e modéstia. Para o Oriente o véu é a forma de manter a pureza do casal e permitir que eles só se toquem ou se vejam após casados. Hijab (véu) em árabe significa: o que separa duas coisas. curiosidade dos que não conhecem rituais que passam de geração a geração e para algumas famílias chegam a ser “obrigatórios” para um casamento de sucesso e feliz.

Para você que não esta interado ou ainda tem dúvidas sobre a finalidade de tais rituais ai vai algumas histórias...

Aliança: O ritual da troca de aliança sela um vinculo de compromisso, seu formato em círculo, segundo egípcios era para definir um amor infinito, sem fim, e é colocado no dedo anular da mão esquerda porque acreditava-se que ali havia uma veia ligada direta ao coração.

Arroz nos Noivos: Para antigos povos hindus e chineses, esse ritual atraia frutificação e prosperidade. Lançar arroz nos noivos era uma forma de desejar fertilidade e vida longa ao casal.

Buquê: O ritual do buquê, é um símbolo da “sorte de estar se casando”. Por isso ao ser lançado as solteiras da festa, acredita-se que pegar o buquê traga a sortuda um casamento em breve.

Lua de Mel: Os Teutônicos, uma antiga tribo da Germânica, tinham o ritual de casar na lua nova e, até que a lua minguasse, deviam tomar uma bebida alcólica feita da fermentação do mel.

Quebra de Copo: Ao final da cerimônia judaica uma taça de vinho coberta por um pano branco é colocada no chão e quebrada com uma pisada. Este ritual simboliza a destruição dos antigos templos judeus, uma forma de Uma forma de relembrar a seriedade do compromisso e afastar mal olhados do casal.

Véu: Segundo antigos romanos, o ritual do véu era utilizado como forma de segrede e modéstia. Para o Oriente o véu é a forma de manter a pureza do casal e permitir que eles só se toquem ou se vejam após casados. Hijab (véu) em árabe significa: o que separa duas coisas.

sexta-feira, 12 de novembro de 2010

SALMO 23

 Salmo 23
O Senhor é o meu Pastor, nada me faltará.
Deitar-me faz em verdes pastos,
guia-me mansamente às águas tranquilas;
Refrigera a minha alma,
guia-me pelas veredas da justiça por amor do seu nome,
Ainda que eu andasse pelo vale da sombra da morte
não temeria mal algum, porque tu estás comigo,
a tua vara e o teu cajado me consolam;
Preparas uma mesa perante mim na presença dos meus inimigos,
unges a minha cabeça com óleo, o meu cálice transborda;
Certamente que a bondade e a misericórdia
me seguirão todos os dias de minha vida,
e habitarei na casa do Senhor por longos dias.
*
Obrigada pela visita, que a luz do Cristo te acompanhe.
Volte sempre!

quarta-feira, 10 de novembro de 2010

CASAMENTO...

CASAMENTO É SINÔNIMO DE:

Cumplicidade e carinho;
Amor e respeito, em todos os momentos da vida;
Sinceridade;
Amizade;
Momentos únicos;
Esperança no futuro;
Nova família;
Ternura e encantamento;
Ouvir a cada manhã as palavras:
“ EU TE AMO”!

SINGNIFICADO DA ALIANÇA: 

O símbolo do casamento são as alianças(anel de comprometimento).
Confeccionadas em ouro, o mais nobre dos metais e o único que reúne beleza, brilho e resistência.
Já para os casais cristãos  simboliza, união e fidelidade indestrutível.

1 - Efeito de aliar, casamento.
2 - Aliar: (do latim “alligare”) unir, combinar, unir em casamento.

segunda-feira, 8 de novembro de 2010

RESPONDENDO SUAS DÚVIDAS!!!

O QUE É CASAMENTO ECUMÊNICO E INTER-RELIGIOSO!!!

 Tentarei ser suscinto e simples. Um casamento Ecumêncido é aquele que acontece quando os noivos são cristãos, mas pertencem à denominações religiosas diferentes. Por exemplo: um é católico e outro Batista. Nese caso trata-se de um casamento Ecumêncio
O Casamento é Inter-Religioso quando um dos noivos pertence a uma Igreja cristã e o outro à uma Igreja não Cristão. Por exemplo um é Evangélico Luterano e outro é Budista. Temos aí então um casamento Inter-Religioso...

Waldir Humbrto Schubert
Celebrante de Casamentos Ecumênicos e Inter-Religioso.
:
  Blog:    http://transformacaodevidas.blogspot.com/
  Site:     http://www.horizon.net.br/
  E mail  whschubert@yahoo.com.br
  E mail: waldir.consultor@horizon.net.br

domingo, 7 de novembro de 2010

O SEGREDO DE UM CASAMENTO FELIZ!!!

Qual será o segredo dos casamentos duradouros?
Casais que convivem há anos falam de paciência, renúncia, compreensão.
Em verdade, cada um tem sua fórmula especial.
Recentemente lemos as anotações de um escritor que achamos muito interessantes.
Ele afirma que um bom casamento deve ser criado.
No casamento, as pequenas coisas são as grandes coisas.
É jamais ser muito velho para dar-se as mãos, diz ele.
É lembrar de dizer "te amo", pelo menos uma vez ao dia.
É nunca ir dormir zangado.
É ter valores e objetivos comuns.
É estar unidos ao enfrentar o mundo.
É formar um círculo de amor que uma toda a família.
É proferir elogios e ter capacidade para perdoar e esquecer.
É proporcionar uma atmosfera onde cada qual possa crescer na busca recíproca do bem e do belo.
É não só casar-se com a pessoa certa, mas ser o companheiro perfeito."
E para ser o companheiro perfeito é preciso ter bom humor e otimismo.
Ser natural e saber agir com tato.
É saber escutar com atenção, sem interromper a cada instante.
É mostrar admiração e confiança, interessando-se pelos problemas e atividades do outro.
Perguntar o que o atormenta, o que o deixa feliz, por que está aborrecido.
É ser discreto, sabendo o momento de deixar o companheiro a sós para que coloque em ordem seus pensamentos.
É distribuir carinho e compreensão, combinando amor e poesia, sem esquecer galanteios e cortesia.
É ter sabedoria para repetir os momentos do namoro.
Aqueles momentos mágicos em que a orquestra do mundo parecia tocar somente para os dois.
É ser o apoio diante dos demais.
É ter cuidado no linguajar, é ser firme, leal.
É ter atenção além do trivial e conseguir descobrir quando um se tiver esmerado na apresentação para o outro.
Um novo corte de cabelo, uma vestimenta diferente, detalhes pequenos mas importantes.
É saber dar atenção para a família do outro pois,
ao se unir o casal, as duas famílias formam uma unidade.

É cultivar o desejo constante de superação.
É responder dignamente e de forma justa por todos os atos.
É ser grato por tudo o que um significa na vida do outro.

O amor real, por manter as suas raízes no equilíbrio,
vai se firmando dia a dia, através da convivência estreita.

O amor, nascido de uma vivência progressiva e madura,
não tende a acabar, mas amplia-se,
uma vez que os envolvidos passam a conhecer vícios e virtudes,
manias e costumes de um e de outro.
O equilíbrio do amor promove a prática da justiça e da bondade,
da cooperação e do senso de dever, da afetividade e advertência amadurecida.....

E sempre diser com muita comvicção EU TE AMO um para o outro todos os dias....

sábado, 6 de novembro de 2010

O AMOR É A LEI DA VIDA!!!

 
Você já se deu conta de que o amor é a lei maior que rege a vida?
Antes de pensar numa resposta negativa, reflita um pouco sobre as seguintes considerações:
Da batalha entre a chuva e o sol, surge o arco-iris, exibindo suas múltiplas cores, tornando a paisagem mais bela e mais poética. É o amor sugerindo harmonia.
Sob o rumor da cascata, que jorra violenta sobre as rochas desalinhadas e pontiagudas, as andorinhas fazem seus ninhos e garantem revoadas em todos os verões. É o amor orientando o instinto.
Sob a neve que se estende sobre planícies e montes gelados as sementes dormem, para explodir em flor aos primeiros beijos do sol da primavera. É o amor acordando a vida.
O tempo, hábil conselheiro, traz o esquecimento das dores e cicatriza as feridas abertas pelos sofrimentos mais acerbos. É o amor incentivando a vida.
Quando a doença corrói o corpo físico, causando desconforto de dor, e os órgãos já não têm forças para manter funcionando a máquina de carne, a morte, como hábil cirurgiã, liberta o espírito do fardo inútil. É o amor renovando a vida.
Junto com a tempestade que rasga os céus com raios e trovões, chega a chuva generosa, fertilizando a terra e garantindo a boa safra. É o amor propiciando a vida.
Sob a pesada pedra, a frágil semente germina e rasteja, contorna obstáculos, até encontrar a luz e florescer, vitoriosa. É o amor orientando a vida.
Os séculos, quais anciães compassivos, se dobram sobre as memórias dos povos vencidos nas guerras promovidas pelo egoísmo, trazendo o bálsamo do esquecimento. É o amor amenizando o ódio.
Na face do solo rachado, crestado pela seca implacável, surge pequeno olho d’água, dando notícias da vida que persiste, submersa, invencível. É o amor alimentando a esperança.
Nos conflitos das guerras sangrentas e cruéis o homem transforma o mundo em que vive, criando tecnologia e fomentando o progresso. É o amor promovendo o esclarecimento.
As marcas profundas esculpidas nas almas pelos holocaustos de toda ordem, forjam pérolas de luz nos corações sensíveis e os eleva acima das misérias humanas. É o amor gerando o entendimento.
Quando um agente externo qualquer penetra o organismo humano, imediatamente um exército de células-soldados entra em combate para eliminar o intruso e garantir a saúde. É o amor defendendo a vida.
O amor age em silêncio, trabalha incansavelmente para garantir a harmonia da vida.
Nada supera a sua potência. Nada supera a sua ação.
O amor é a lei maior da vida, e rege o micro e o macro cosmos, sem alarde, sem exibição.
***
Cada planeta que se movimenta no espaço é um orbe em evolução, gravitando na lei de amor.
Cada estrela que brilha no infinito, é um astro que conquistou a condição de mundo sublime, e está sustentado pela lei de amor...
Cada criança que renasce nos palcos terrenos, traz consigo um plano de felicidade, traçado pelas leis de amor...
O ser humano, que age e interage no meio em que vive, fomentando o progresso, está sob o amparo da lei de amor.
Cada anjo que habita os mundos sublimes é um Espírito de luz que conquistou o mais alto grau na universidade da vida, e hoje nos convida ao amor...



"Texto da Equipe de Redação do Momento Espírita"

sexta-feira, 5 de novembro de 2010

O AMOR TUDO PODE!!!

                           O AMOR TUDO SUPORTA, TUDO SOFRE, TUDO SUPERA...

DROGA:UM PROJETO DE MORTE.

A partir de uma discussão e comparação de uma série de dados estatísticos, fica clara a relação entre o uso de drogas e um projeto pessoal de morte. A relação do uso das drogas com tentativas de suicídio, ou mesmo de suicídios consumados, é reveladora dessa condição. Em pesquisa realizada na Grande São Paulo, encontramos seguinte seqüência entre as três principais causas da morte de jovens: (1) violência, (2) acidentes, (3) suicídios..

Podemos supor que essas três causas estão com muita freqüência associadas ao mundo que envolve as drogas. A violência como causa importante de morte na Grande São Paulo - de certa forma isso pode ser estendido para todo o país, entre a juventude - nos remete a um grande questionamento. A desorganização da estrutura familiar, o desemprego e o desamparo, que ocorrem em todas as classes sociais (familiar e social), entre vários outros fatores, determinam um incremento do abuso de drogas como uma "fuga" da realidade.

A violência doméstica (contra crianças, adolescentes e mulheres) quase que invariavelmente é acompanhada pelo abuso de drogas, principalmente do álcool. Os acidentes de trânsito, responsáveis pela absurda estatística de mais de 50 mil mortos por ano no Brasil, também estão associados, em sua maioria, ao uso do álcool. Por isso, a abordagem de um programa de prevenção deverá ser, antes de tudo, um "projeto de vida', como recomenda a Organização Mundial da Saúde. Claude Olivenstein, pesquisador francês, apresenta alguns princípios básicos para esses projetos: a) a questão das drogas deve ser tratada, fundamentalmente, como um problema de saúde pública; b) é preciso abordar o problema em sua totalidade, incluindo tanto as drogas lícitas como as ilícitas; c) uma política de luta contra a toxicomania deverá integrar-se numa política social geral; d) a abordagem do problema deverá respeitar as particularidades históricas e sociais do País e das suas diferentes regiões; e) a credibilidade dos programas depende da participação de toda a sociedade; f) a política de luta contra a droga deverá basear-se nos conhecimentos científicos do tema.

Essas são idéias que podemos chamar de "gerais" para uma política de programas que abordem o uso de drogas. Um "programa de valorização da vida", como estratégia de um programa de prevenção ao uso abusivo de drogas, deve enfatizar antes de tudo a valorização do indivíduo (a pessoa) e de seu ambiente (a família, a sociedade e a natureza) e de suas manifestações de vida e saúde. As campanhas "contra as drogas" devem ser cuidadosamente avaliadas, pois algumas vezes despertam mais curiosidade e estimulam mais o consumo do que previnem o uso.

Algumas vezes, o discurso dessas campanhas é feito de uma maneira "repressora" (como se fosse um caso de polícia), ingênua (tratando a questão como um problema "moral", através de "ex-drogados arrependidos"... não estamos excluindo a importância dos grupos de auto-ajuda adequadamente treinados como os alcoólicos anônimos ou dependentes químicos anônimos) ou considerando os adolescentes como "desinformados" sobre as questões (quando, na realidade, convivem mais com o problema do que muitos adultos). Quando levada dessa forma, uma campanha torna-se francamente contraproducente.

Waldir Humberto Schubert
pastor sinodal do Sínodo Norte-catarinense
da Igreja Evangélica de Confissão Luterana no Brasil (IECLB)
em Joinville - SC
Jornal ANotícia - 28/07/2000

quinta-feira, 4 de novembro de 2010

CASAMENTOS ECUMÊNICOS E INTERELIGIOSOS

Sou WALDIR HUMBERTO SCHUBERT, Celebrante de Casamentos Ecumênicos e Inter-religiosos.
Meu desenvolvimento profissional aconteceu na Igreja Luterana, na qual atuei como pastor durante 31 anos.  Atualmente atuo como Coaching, Mentoring e Counseling, sendo Diretor do HORIZON – CENTRO DE DESENVOLVIMENTO HUMANO. Tenho formação Master em Coaching com Certificação Internacional. Atuo tanto na area do Personal Coaching como também do Coaching Empresarial, utilizando o Instrumental ISOR. Paralelamente também atuo como Celebrante de Casamentos.
Durante meu tempo de pastorado me deparei com muitos noivos que querem uma Celebração mais personalizada, como por exemplo na Praia, no Campo, num Hotel, num Restaurante, num Navio ou até num Avião.
Normalmente esses desejos não podem ser atendidos pelos padres e pastores, pois as Instituições tem seus Regulamentos e Estatutos que limitam a atividade dos seus ministros.
Como atualmente não tenho mais nenhum vínculo com nenhuma Instituição ( meu compromisso é só com Cristo) sinto-me totalmente à vontade par ir ao encontro daquelas pessoas que buscam uma cerimônia diferente, personalizada. A partir da minha experiência pastoral à qual se acrescenta agora minha experiência na area do Coaching e Mentoring, agrega-se ainda minha formação em Constelação Familiar Sistêmica. Tudo isso me qualifica para um pré-nupcial e uma Celebração de Alta Performance, personalizada e totalmente de acordo com as expectativas dos noivos. Além disso, também estou qualificado a prestar assessoria aos casais no desenvolvimento saudável de sua relação matrimonial.
Celebro em todo Brasil e América do Sul. Realizo a Cerimônia me Português, Espanhol ou Alemão.
Coloco-me assim à sua disposição.
E-mail:  celebrantewaldir@yahoo.com.br
E-mail Particular:  whschubert@yahoo.com.br
BLOGs: http://transformacaodevidas.blogspot.com